Mas afinal, como ganhamos dinheiro com a internet?

March 20, 2020

A AE é uma empresa de consultoria de estilo. Nascemos há 5 anos pra atender clientes presencialmente fazendo consultoria de estilo pessoal. Quando passamos a usar o instagram para divulgar nossos serviços e contar como nosso trabalho funcionava, tivemos demanda de pessoas que moravam fora de São Paulo. E pra fazer esse trabalho, adaptamos nossa metodologia para que ela pudesse funcionar também remotamente. Ou seja, foi aí que começamos a dar nossos pulos pra aproveitar a internet pra ganhar dinheiro e entender que empreender demandava - e muito - jogo de cintura.

 

Adaptando um serviço aqui, customizando outro serviço ali, passamos a criar cursos online. O primeiro, Programa Descubra Seu Estilo (e que já não está mais no ar) foi um sucesso. Atendemos quase mil pessoas ao redor do mundo num tempo em que a internet não tinha a foça que tem hoje e que a AE ainda "só" trabalhava com consultoria de estilo.

 

Nesse meio tempo, fomos crescendo no instagram, aprendendo a diversificar as plataformas (foi quando esse blog começou a ser mais ativo, embora nunca da maneira como a gente realmente gostaria que fosse, mas né, a gente faz o que pode), fizemos nosso canal no YouTube, fomos convidadas pra participar de um programa de TV aberta com a musa Nathalia Arcuri na Band, fizemos nosso podcast "E agora, pod?" com a queridíssima Mari Flor da Rosa, criamos um curso online totalmente novo (clica aqui pra reservar uma vaga na próxima turma, que vai rolar com desconto) e começamos fazer trabalhos como influencers - o famoso "publi" mesmo.

 

O que isso significa? Que eventualmente usamos nossas redes sociais para divulgar marcas - seja de roupas, sapatos, bolsas, maquiagem, estilo de vida - que nós usamos. E é sobre isso que queremos falar com vocês.

 

Muitas vezes somos questionadas por fazermos "publi". Mas, ao mesmo tempo, vira e mexe alguém nos pergunta de onde é o brinco/óculos/sapato/[INSIRA AQUI] que estamos usando nos vídeos, posts, fotos e stories.

 

Ou seja, parar pra responder uma a uma sobre itens que provavelmente não são o foco do assunto (pois, se fosse, certamente estariam marcados nos vídeos, posts, fotos e stories) pode, mas fazer "publi" não pode?

 

OI?

 

Antes de começar a falar sobre esse assunto, vale lembrar que a gente só consegue trazer conteúdo gratuito todos os dias e em tantas plataformas diferentes porque marcas topam nos apoiar na produção desse conteúdo.

 

Pois, apesar de termos tantas alternativas de cursos com valores muito mais acessíveis do que a nossa consultoria individual (seja presencial ou online), a gente entende que muitas vezes as pessoas já estão plenamente satisfeitas com o conteúdo gratuito que a gente produz. Ou, sei lá, poe ser que a gente esteja falando de uma pessoa que não quer (ou não pode) investir num cursos naquele momento... E tá tudo bem.

 

Mas fato é que a gente só consegue produzir conteúdo gratuito, ou seja, para todos, porque algumas marcas no apoiam. Afinal, boletos para pagar todos temos e, por mais que amemos todo o carinho que vocês nos trazem diariamente nas redes sociais, não dá pra pagar o plano de saúde com like, certo? #SERIAMARA

 

Vale também lembrar que a gente só fala de marcas que a gente, de fato, usa. Aliás, muitas dessas marcas começaram o relacionamento com a gente porque compramos delas inicialmente. Ou seja, começamos pesquisando, depois desejamos os produtos, depois nos tornamos consumidoras... ou seja, somos exatamente como vocês e quando fazemos publi a gente pensa que indicar marcas nas quais a gente confia também é uma forma de entregar conteúdo de qualidade.

 

Enfim, é uma conversa longa e a gente não só adoraria saber o que vocês acham disso como também fizemos um vídeo falando sobre isso. Vem ver e nos contar sua opinião?

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

February 28, 2020

February 14, 2020

February 7, 2020

January 24, 2020

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags