Eu, a diferentona do batom vermelho

Dizem que uma mulher de batom vermelho não quer guerra com ninguém. Então hoje vim falar sobre esse assunto com vocês porque na minha cabeça (e experiência) das duas, uma: ou a pessoa tasca mesmo o danado na boca e sai feliz da vida ou tem muito medo de usar. Tem gente que já testou e não se sentiu confortável e tá tudo bem. Mas quero saber se você se encaixa em alguma dessas alternativas. Me conta?

Claro que vim aqui te convidar pra treinar porque é o que a gente tem que fazer sempre. Testar, sentir, guardar a ideia de volta na gaveta. Tirar ela da gaveta de novo, testar, testar, testar, refletir e avaliar todas as sensações. E assim o mundo gira, a lusitana roda... imagino que você já tenha visto esse filme.

Deixa eu te mostrar como eu fico de batonzão vermelho:

Pareço segura? Queria te contar que pra mim não foi fácil começar a usar. Ainda mais numa época em que o Russian Red da MAC ainda era um dos poucos tons de vermelho da marca, o que diz muito sobre a quantidade de gente usando batons de cores fortes naquele tempo.

Nunca vou esquecer o frio na barriga que senti ao comprar um batom vermelho caro pela primeira vez porque até então só tinha uns baratex que quebravam o galho pra sair na night. Quando decidi investir num belo de um batom vermelho, uns dez anos atrás, minha intenção era começar a usá-lo de dia mesmo e ficava tensa só de pensar: “Será que vou ter coragem? Será que vou chocar a sociedade?”.

Eu trabalhava numa consultoria super conservadora e vivia experimentando formas de me vestir de mim mesma considerando o dress code da empresa. Ali não tinha casual Friday, jeans jamais. E eu era justamente da área de inovação então a ideia era tentar inventar moda mesmo. Tentava vestir calças sociais de cortes e tecidos diferentes, usava e abusava das cores e, timidamente, comecei a variar as cores de batom. Porque se tem uma forma de resolver rápido essa questão de mudar um pouco o "visu" sem gastar muito é destacar a boquinha linda que Deus nos deu.

Finalmente comprei meu batom e investi também num pincel retrátil de boca que me acompanha até hoje. Lembro bem que tinha um treinamento e resolvi testar naquele dia porque, né, se o lance era testar o melhor seria num dia que não ficaria escondida atrás de uma baia :) E lá fui eu, toda bonita com meu batonzão! Passei o dia feliz da vida, me achei linda e poderosa - difícil explicar. É claro que a insegurança reinou e estava ali comigo o tempo todo, mas coragem é ir com medo e fui. E considerando os cinco mil funcionários da empresa na época diria que eu era possivelmente a única de boca acerejada - então palmas pra mim.

Só que poucos dias depois chegou um comentário no meu ouvido de que às vezes eu exagerava na dose. A pessoa que veio me contar era uma colega querida de trabalho e ela falou de forma bem inocente na verdade, enaltecendo o quanto ela me achava incrível. Mas doeu, doeu muito em mim. Até porque sempre sentia alguns olhares esquisitos pros meus batons coloridões e colares extravagantes no dia a dia. Fiquei refletindo por dias sobre porque alguém comentaria algo tão maldoso sendo que eu só estava querendo expressar em cor todo o poder que sentia por dentro. E questionava que se a empresa controlava o que eu vestia e punha nos pés, eu podia ainda assim tentar mostrar um pouquinho de quem eu era em alguma parte do meu corpo. Eu tirava leite de pedra mesmo, todo dia.

Estou contando essa história toda pra vocês entenderem que muitas vezes quando você não usa batom vermelho por qualquer que seja o motivo e vê uma mulher usando, ela pode ter guardada no coração uma história e tanto de medos, inseguranças, tentativas e erros pra ter conseguido chegar até ali. Dificilmente quando alguém é “diferentona” o percurso pode ser contado sem algum perrengue. Já ouvi pessoas falando pra mim que acham linda a forma diferente como me visto e se comparam dizendo que nunca conseguiriam seguir o mesmo caminho. Saiba que pra se vestir de você é preciso arriscar, tentar e se sentir mal pra depois se sentir bem e segura. Entende?

Vou listar algumas desculpas que já ouvi de mulheres justificando o porquê de não usarem essa ferramenta linda em forma de bastão que traz super poderes de verdade (com fotos pra ficar mais legal):

1. Não uso de dia porque batom vermelho só pode usar pra sair à noite.

Não é assim não, batom vermelho fica lindo com as roupas mais simples!

2. Batom vermelho não fica bem em mim, sou morena / loira / negra / ruiva/ oriental / tenho sarda e batom vermelho só fica bem em morena / loira / negra / ruiva / oriental.

Que loucura esse item dois não? Deixa eu te provar que todo mundo fica linda de batom vermelho, vem comigo:

3. Tenho boca grande / lábios finos então não fico bem quando uso batom forte.

Guarde essa frase na cabeça: vai que você segura! Olha essas duas divas divando!

4. Batom vermelho chama muito a atenção.

Chama mesmo, mas sugiro seguir o mesmo conselho do item três. Se seu medo é todo mundo ficar olhando, garanto que hoje em dia o batonzão vermelho está muito mais difundido e o risco de chamar tanta atenção é muito menor. E se ficarem te olhando provavelmente é porque você está arrasando!

5. Não uso muita maquiagem, então não rola usar batom vermelho.

Se eu tivesse que escolher 3 itens de maquiagem que não ficaria sem: batom vermelho, corretivo e rímel. Quer uma dica esperta pra dar um “up” de cara lavada? Tasca uma boca vermelha:

6. Batom vermelho envelhece.

A Sharon Stone ainda está usando lindamente (eu com certeza usarei também). E ó, a Madonna também está, então fiquem de olho nela! Tudo bem que a Madonna é a Madonna, mas que sirva de inspiração:

7. Batom vermelho não combina com as minhas roupas.

Gente, isso não é desculpa porque ele vai com tudo. Separei a “""pior""” (bem entre aspas mesmo, porque vocês sabem, né? ISSO NÃO EXISTE!!!! rs) combinação porque já ouvi isso por aí também: "vermelho com amarelo não combina porque fica parecendo ketchup + mostarda". Fica lindo, vai? Fala a verdade:

8. Trabalho num ambiente muito formal e não rola botar um batom vermelho mantendo certa discrição.

Eu não só separei um look de escritório bem arrojado pra você ver que dá pra ir trabalhar cheia de estilo como também uma boca vermelha de brinde, olha só:

9. Não sei passar batom vermelho.

Isso não é desculpa, separei um monte de dicas do Pinterest pra você se divertir e é só clicar aqui!

Como dizem por aí: no pain, no gain. A gente não cresce se não sair da zona de conforto. E se você está animada depois de me ler, queria lembrar que vamos dar um super treinamento de compras e queremos muito te avisar quando estiver no ar! Então deixe aqui seu nominho e detalhes que vamos entrar em contato já já:

Um beijo pra você e bom final de semana,

Pati

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle